Laboratório vai garantir novo padrão de qualidade de asfalto nas rodovias goianas

Goinfra possui parâmetros de fiscalização equiparados ao do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT)

Uma série de ações implementadas pela Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra) já começam a surtir efeito na qualidade do asfalto das rodovias goianas. As novas medidas já estão sendo adotadas nos serviços de restauração da GO-060, que foram retomadas recentemente pela agência.

Ao explicar as mudanças, o presidente da Goinfra, Pedro Sales, destacou que na gestão passada, a qualidade do asfalto e as medições não eram submetidas a nenhum controle. “As medições eram trazidas para pagamento pelas próprias empresas, sem a devida conferência ou auditorias e durante muito tempo não havia sequer a obrigação da contratada em apresentar à agência os ensaios laboratoriais do pavimento implantado”, afirmou.

Segundo Sales, essa realidade mudou. Hoje, a Goinfra possui parâmetros de fiscalização equiparados ao do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT). “O laboratório foi revigorado e voltou a atuar e suas obras são necessariamente acompanhadas por empresas supervisoras que certificam a qualidade das obras” disse.

Com as novas regras, as medições que chegam dos trechos são cuidadosamente revisadas ao chegar na Gerência de Medição do órgão. Alterações de projetos também não podem mais ocorrer por decisão exclusiva do fiscal que atua na obra, e isso impede que ocorram alterações que não sejam estritamente necessárias.

Além disso, as orientações e sugestões recomendadas pela equipe técnica do Tribunal de Contas do Estado (TCE) são acatadas e incorporadas para a melhoria do processo. “É um ganho na qualidade dos serviços e, como já se pode ver na obra da GO-060, o resultado disso tudo é um asfalto com padrão de qualidade que vem para marcar uma nova era no Estado”, garante o presidente.

Laboratório

Na última semana, a Goinfra realizou os testes de qualidade do asfalto da GO-060, entre Iporá, São Luís de Montes Belos e Firminópolis. O trecho está em restauração, com 111,5 quilômetros e um investimento total de R$ 113,9 milhões por parte do Governo Estadual.

A agência mantém uma equipe exclusiva para monitorar a qualidade dos serviços executados no trecho. Estes testes são fundamentais para o controle de qualidade do asfalto de todas as rodovias em Goiás. “São estes ensaios laboratoriais de compactação de solo, concreto e capa asfáltica que garantem a boa trafegabilidade das rodovias no estado”, afirma Sales.

Ele anuncia que novos equipamentos estão sendo adquiridos e que, em breve, serão incorporados para melhorar, ainda mais, a qualidade dos serviços.

Posicionamento

Em nota o ex-presidente da Agetop, Jayme Rincon se posiciona em relação ao laboratório. Segue íntegra:

O Sr Pedro Sales mais uma vez se apropria de ações e normas estabelecidas no governo . Quem montou o laboratório e o colocou em
funcionamento foi a gestão passada! Basta buscar na imprensa notícias relacionadas a inauguração pelo Gov Marconi , do laboratório para análises e testes de pavimentos que implementamos! Esse programa recebeu o nome de : “De olho na qualidade” ! Além da fiscalização por parte dos, técnicos da Agetop ainda tínhamos empresas de fora , contratadas para analisar a
qualidade do pavimento , as especificações e a correta execução dos serviços . Tanto é que invariavelmente apontávamos erros e serviços executados fora de nossas especificações técnicas e glosávamos as medições nas faturas das empresas e determinávamos que refizessem os serviços que eventualmente estivessem em desconformidade com o especificado e contratado . Aliás os responsáveis por essas ações eram exatamente essa mesma equipe reconduzida pelo presidente da Goinfra aos postos que ocuparam em
nossa gestão e alguns até foram promovidos .Então de duas uma , ou eles foram
rigorosos e competentes em suas funções e por isso foram renomeados para esses cargos , ou foram incompetentes e coniventes com mal feitos e o sr Pedro Sales quer continuar fazendo as coisas erradas como levianamente nos acusa de ter feito ! Essa equação não fecha !Não é verdade que as empresas apresentavam as medições para pagamento sem acompanhamento e controle por parte da Agetop, qualquer funcionário da área poderá contrapor essa afirmação! O que nos da tranquilidade e corrobora a lisura e competência de nossa gestão é o fato de que toda equipe que montamos em nossa gestão , e que foi responsável pelo grande salto que tivemos em nossa infraestrutura, foi , depois de encostada e perseguida pela atual gestão , reconduzida as funções que exerciam na gestão anterior . Alguns até foram promovidos ! É fácil comprovar isso , basta verificar quem eram os responsáveis pelo setor de licitações e contratações , manutenção rodoviária , construção de novas rodovias e , planejamento e gestão no governo anterior e quem são os atuais . Coincidentemente são as mesmas pessoas . O tempo é o senhor da razão , nada mais gratificante do que ver a equipe que montamos ser reconduzida as funções que exerceram em nossa gestão . Assim surge uma luz para que a Goinfra volte a ser a agência punjante e eficiente como nos tempos da Agetop! Finalmente parece que Pedro Sales resolveu tentar recuperar o enorme tempo perdido pelo atual governo na Goinfra , onde inexplicavelmente trocaram de presidente três vezes em menos de 12 meses . Além do absurdo de trazerem diretores de fora que nem sabiam onde ficava Goiás , quanto mais nossos nossos municípios ! Nós goianos torcemos para que o Sr Pedro Sales coloque como meta superar o que foi feito pelo governador Marconi Perillo na área de infraestrutura em Goiás ! Nós e toda população goiana ficaremos gratos por isso ! Nossa malha rodoviária ,que já foi referência para o Brasil é um patrimônio de todos os goianos ,e tudo isso foi construído com muito trabalho e enormes recursos do contribuinte goiano ! Não podemos permitir que deixem nossas rodovias se transformarem no que estão se transformando , crateras e buracos pra todo lado . Nenhuma rodovia suporta ficar 18 meses sem manutenção preventiva e corretiva , basta ver e comparar com as rodovias concedidas a iniciativa privada , nela vemos equipes trabalhando 365 dias por ano . Mas o mais absurdo nessa afirmação do presidente da Goinfra é que ele acusa diretamente seus atuais diretores de serem incompetentes ou mal intencionados , pois foram exatamente eles os responsáveis pela execução , acompanhamento, validação da qualidade e das medições referentes as obras de construção e conservação de nossas rodovias no período de 2011 a 2018 . Somos eternamente gratos a esses brilhantes colaboradores que transformaram nossas rodovias em referência para o Brasil e motivo de orgulho para os goianos !

Jayme Rincon – ex presidente da AGETOP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.