Karlos Cabral diz que papel da Alego é fundamental para quitar dívida com servidores

Deputado estadual reeleito explicou que, após visita de comissão do governo Federal, sessões extraordinárias serão marcadas para agilizar questões fiscais do Estado

Deputado estadual Karlos Cabral | Foto: Denise Xavier

O deputado estadual reeleito, Karlos Cabral (PDT), que esteve presente na reunião desta quinta-feira, 3, com o governador Ronaldo Caiado (DEM) e a secretária da Fazenda, Cristiane Schmidt e representantes de sindicatos, afirmou nesta sexta-feira, 4, que a votação da Lei Orçamentária feita pelos parlamentares da Assembleia Legislativa De Goiás (Alego) é fundamental neste processo de pagamento da folha de dezembro de 2018 dos servidores.

“A Assembleia começa a participar quando a Lei Orçamentária chegar para nós, tudo isso terá que ser previsto na proposta. Estamos em um momento em que o orçamento do ano passado já foi executado e o deste ano não foi votado ainda, então, qualquer que seja a decisão do governo em relação ao pagamento ou não daquele resíduo [folha de dezembro], ele tem que constar  na proposta de Caiada”, explicou o parlamentar.

Sobre as sessões extraordinárias, Karlos Cabral afirma que devem acontecer logo após a visita da comissão técnica do governo Federal para os estudos orçamentários, informação dada por Cristiane. “Após isso, estaremos prontos para fazer o debate na assembleia e votar a lei orçamentária”, completou.

O deputado lembrou, ainda, que atualmente a proposta da Lei Orçamentaria já desde 2018 está na casa, mas que o governo atual deve fazer modificações por conta desta folha de dezembro que deve aos servidores.

Além das possíveis sessões extraordinárias que devem acontecer na Alego, a Casa volta a funcionar normalmente apenas no dia 15 de fevereiro. Antes disso, porém, no primeiro dia de fevereiro, haverá a eleição da nova mesa diretora da casa.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.