Kajuru diz que não vai reconhecer Lúcia Vânia como presidente

Senador afirma que ela era a primeira opção de Caiado para eleição. “Só me chamou aos 45 do segundo tempo”

Foto: Reprodução

Ao Jornal Opção, o senador Jorge Kajuru (PSB) afirmou que não reconhecerá Lúcia Vânia como presidente do partido. A ex-senadora foi reconduzida ao cargo por decisão interlocutória do juiz Luis Carlos de Miranda, nesta quarta-feira, 15.

Na peça, o magistrado afirmou que houve “um flagrante desrespeito às normas internas do partido e das regras estabelecidas pelo próprio presidente do partido, Carlos Siqueira”. Kajuru reforça que Siqueira já havida dito e confirma que a sigla irá recorrer.

“É lamentável, um absurdo, não tem cabimento”, comentou o senador sobre a decisão que reconduziu Lúcia à presidência. Segundo ele, depois da posse de Elias Vaz (PSB), que foi oficializada na última sexta-feira, 10, já tiveram 86 filiados.

Escolha de Caiado

“Lúcia Vânia quer permanecer pelo fundo partidário e pela receita mensal da sigla. O outro partido que ela disse que iria [o PPS] não teria esse poder financeiro”, disse.

O senador aproveita o momento para lembrar que ele não era a escolha de Caiado para formação de chapa na eleição 2018, mas sim Lúcia Vânia. “Caiado ficou três meses esperando por ela. Só me chamou quando viu que ela não iria. Ele me queria como deputado federal. Tanto que o candidato do Caiado, que ele falava em campanha, era o Wilder”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.