Senador eleito considera início de governo repleto de “pândegas” 

O futuro Ministro da Economia do governo Bolsonaro, Paulo Guedes falou, na semana passada, sobre possíveis cortes no chamado ‘Sistema S’, que engloba organizações do sistema produtivo, como Sesi, Senai, Sesc, Sebrae entre outros. A declaração, apesar de ter polemizado, até então permanecia desconhecida ao senador eleito Jorge Kajuru (PRP) que, em entrevista ao Jornal Opção, considerou uma “surpresa”.

A relação entre ambos aparentemente é próxima: “Meu amigo pessoal. […] é alguém que eu conheço. Conheço sua família, de Belo Horizonte”. Contudo, o senador eleito não mediu esforços ao considerar o início do governo Bolsonaro repleto de “pândegas” — o mesmo que insanidade ou insensatez.

“Por essa eu não esperava, principalmente do Paulo Guedes. Mas o governo Bolsonaro tem essas surpresas. Há momentos em que falamos: ‘Meu Deus, valeu a pena o eleitor escolhe-lo?’.” No ponto de vista de Kajuru, “valeu”, mas ainda assim “o medo é grande, o medo continua”.