Justiça marca audiência de conciliação com Ronaldinho Gaúcho, em Goiânia 

Processo, que pede um total de R$ 300 milhões em danos morais e materiais, tramitou com celeridade após a prisão do ex-jogador no Paraguai por uso de documentos falsos

Foto: Bruno Cantini

A 9ª Vara Cível de Goiânia deve receber, no dia 22 de maio, o jogador Ronaldinho Gaúcho para uma audiência de conciliação entre ele, a empresa 18kRonaldinho e clientes tidos como lesados.

Acontece que o atleta se tornou réu do processo movido pelo Instituto Brasileiro de Defesa das Relações de Consumo (Ibedec) em favor de mais de 150 clientes da 18k.

Segundo informações do portal de notícias da UOL, a empresa prometia rendimentos de até 2% ao dia a quem investisse seu patrimônio. No entanto, a atividade tratava-se de uma pirâmide financeira.

O processo, que pede um total de R$ 300 milhões em danos morais e materiais, tramitou com celeridade após a prisão do ex-jogador no Paraguai por uso de documentos falsos.

Ainda de acordo com a reportagem, Ronaldinho e o irmão foram ouvidos pela promotoria de São Paulo e afirmaram que apenas faziam propaganda para empresa. No entanto, a publicação destaca que a empresa costumava apresentar o jogador como fundador do negócio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.