Justiça mantém suspensão da conta de Gustavo Gayer no Twiiter

Goiano foi o segundo Youtuber que mais lucrou com fake news sobre a pandemia. A revelação foi feita pela empresa Google, que apontou que ele recebeu cerca de R$ 40 mil

O Twitter não terá que restabelecer a conta do ex-candidato ao cargo de prefeito de Goiânia, Gustavo Gayer Machado de Araújo. A decisão foi do 10º Juizado Especial Cível do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO). O magistrado entendeu que, embora o autor utilizasse o perfil para exercer a liberdade de expressão, os motivos que causaram a suspensão do perfil não foram apresentados no processo. Uma audiência de conciliação foi marcada para o dia 20 de junho.

Gustavo ajuizou ação alegando que a conta dele no Twitter, denominada “otariano”, foi suspensa sem motivo justificável. Por isso, solicitou a reativação do perfil. Contudo, o magistrado argumentou que não foram preenchidos os requisitos plausíveis que configurassem a reativação a partir da concessão da tutela de urgência. “Não foi apresentada nos autos o que levou a suspensão da conta do agravante na rede social, de modo que não parece razoável que seja concedida a ordem para que seja mantida, de forma imperativa, a conta dele”, afirmou.

Em 2021, o empresário foi considerado o segundo Youtuber que mais lucrou com fake news sobre a pandemia. A revelação foi feita pela empresa Google ao entregar para CPI da Covid-19 uma lista com canais no YouTube, a maioria de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL), que ganham dinheiro disseminando notícias falsas sobre a pandemia. O levantamento apontou que o goiano recebeu quase US$ 8 mil (R$ 40 mil) com vídeos removidos por espalhar desinformação.

Política

Nas últimas eleições, Gustavo Gayer foi candidato a prefeito de Goiânia pelo DC, quando obteve 45.928 votos, 8% do total dos votos válidos, se tornando a surpresa do pleito. Ele ficou em 4º lugar, à frente do deputado Major Araújo (PSL). Agora, ele é cotado como um dos postulantes ao cargo de deputado estadual.

Procurada pelo Jornal Opção, Amanda Caixeta, assessora de imprensa de Gustavo Gayer, não deu qualquer explicação sobre os motivos da suspensão da conta, se limitando a ironizar a medida adotada pelo Twitter.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.