Justiça manda soltar motorista de Jayme Rincón, preso na Cash Delivery

Pedido de habeas corpus foi concedido no mesmo dia da prisão do ex-governador Marconi Perillo

Preso durante a deflagração da Operação Cash Delivery, no final do último mês, o policial militar Márcio Garcia Moura recebeu um habeas corpus na noite de quarta-feira (11/10) e foi solto.

A soltura ocorre no mesmo dia em que o juiz Rafael Ângelo decretou a prisão preventiva do ex-governador Marconi Perillo (PSDB). As informações são do advogado Antônio Carlos Almeida, conhecido como Kakay.

Agora só Marconi continua detido. Segundo a defesa, o pedido de habeas corpus já foi impetrado e a previsão é de que o ex-governador seja solta ainda durante esta quinta-feira (11/10).

Operação

A Operação Cash Delivery apreendeu mais de R$ 1 milhão no dia 28 do último mês e investiga recebimento de propina de R$ 12 milhões durante as duas últimas gestões de Marconi Perillo (PSDB), no governo estadual, em troca de favorecer empreiteiras em contratos.

A corporação cumpre mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao ex-governador e, ao todo, 14 mandados de busca e apreensão e cinco de prisão temporária, expedidos pela 11ª Vara da Justiça Federal de Goiás, nas cidades de Goiânia, Aparecida de Goiânia, Pirenópolis, Aruanã, Campinas (SP) e São Paulo (SP).

As investigações conduzidas pela Polícia Federal validaram o conteúdo das colaborações premiadas de executivos da Odebrecht realizadas junto à Procuradoria-Geral da República.

Os envolvidos podem responder pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.