Justiça Federal autoriza polícia a desocupar prédio da UFG

Decisão diz respeito à ocupação da Rádio Universitária, localizada na Alameda das Rosas. Para juiz, manifestação não possui amparo legal 

Reprodução/Facebook

Reprodução/Facebook

O juiz federal Urbano Leal Berquó Neto deferiu no início desta semana pedido de reintegração de posse formulado pela Universidade Federal de Goiás (UFG) em relação ao prédio onde funciona a Rádio Universitária, localizada na Alameda das Rosas, no Setor Oeste.

O local está ocupado por estudantes contrários à PEC 241/55 desde o último dia 29 de outubro. Os manifestantes não só ocuparam o prédio como também assumiram a programação da emissora, rebatizando-a de “Rádio Libertária”.

Na decisão, Urbano Leal afirma que os alunos têm impedido o acesso de servidores da Federal, além de paralisar as atividades normais administrativas, de ensino e pesquisa.

O magistrado destaca, ainda, que os ocupantes rejeitaram tentativas de negociação amigável e afirma que as ocupações dos prédios da UFG, que já somam 15 unidades, não possuem amparo legal.

Ao final da decisão, o juiz informa que o mandado de reintegração deverá ser cumprido pela Polícia Federal, que pode solicitar a colaboração da Polícia Militar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.