Justiça faz reintegração de posse da reitoria da UFG

Após desocupação, grupo ainda não sabe qual será o próximo passo. Principal reivindicação é referente à bolsa alimentação de R$ 200

Foto: Facebook

Foto: Facebook

A Justiça realizou na tarde desta terça-feira (21/4), a reintegração de posse da reitoria da Universidade Federal de Goiás (UFG), ocupada por moradores das Casas dos Estudantes desde a última quarta-feira (15). A ação foi acompanhada por suas oficiais de Justiça, e entregue ao chefe de segurança da universidade, Elias Magalhães.

Os estudantes lamentam a ausência do reitor Orlando Afonso na desocupação. Após conversa com os oficiais de Justiça, na última segunda-feira (20) — dia que estava prevista a reintegração de posse — os estudantes conseguiram transferir para esta terça. “Queríamos entregar o prédio para a universidade, não para um oficial”, disse Pedro Moreira, estudante de Letras e coordenador de uma das casas.

Integrante do movimento, Pedro afirmou que eles têm tentado conversar com o gestor, e que pretendem continuar tentando. “A ocupação só aconteceu porque não houve conversa.” A reitoria publicou uma carta no último dia 16 com propostas aos estudantes e dizendo que só após a desocupação voltariam a negociar.

Os estudantes, entretanto, alegaram que o documento estava vago, e enviaram outra carta de resposta, que ainda não foi publicada. Pedro afirma que o grupo ainda não sabe qual será o próximo passo após desocupação.

A principal reivindicação dos estudantes das quatro Casas — que no total somam 314 pessoas — é referente à bolsa alimentação de R$ 200, que conforme os alunos, nunca sofreu reajuste desde sua criação

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.