Justiça Eleitoral indefere registro de candidato a prefeito de Bom Jesus de Goiás

Adair Henriques da Silva está impedido de concorrer a qualquer cargo eletivo até maio de 2023, em razão de condenação por improbidade administrativa

O Juízo da 124ª Zona Eleitoral declarou a inelegibilidade de Adair Henriques da Silva em razão da condenação do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO) pela prática de ato doloso de improbidade administrativa em 2014, que resultou em lesão ao erário e enriquecimento ilícito.

O pedido, feito pelo Ministério Público Eleitoral (MPE), afirmou que foi protocolado um agravo em recurso especial no Superior Tribunal de Justiça (STJ), mas Adair Henriques não conseguiu reverter o julgamento do TJGO, dessa forma ele estaria impedido de concorrer a qualquer cargo eletivo até maio de 2023.

O MPE protocolou ainda uma segunda impugnação, na qual foi reafirmada a afronta à Lei de Inelegibilidade. De acordo com o documento, em 28 de junho de 2005, foi proposta ação de improbidade administrativa contra Adair Henriques, que foi julgada procedente no primeiro grau, improcedente no TJGO e procedente no STJ, após reforma da decisão do tribunal goiano. Foi esclarecido que pende liquidação de sentença no primeiro grau e, decorrente desse fato, o impugnado está com os direitos políticos suspensos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.