Justiça é acionada para obrigar uso de máscaras em Araguaína

Ação Civil Pública pretende derrubar decreto que libera o uso de máscaras na cidade até em locais fechados

Uma ação civil pública foi ajuizada pela Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO) e o Ministério Público da cidade tendo por objetivo obrigar que o Município de Araguaína retome, mesmo em locais fechados, o uso de máscaras faciais na cidade.

Os órgãos requerem que o Município de Araguaína não extrapole a própria competência legislativa suplementar, caso publique alguma nova normativa, devendo assim, observar a obrigatoriamente, as legislações federal e estadual, não conferindo proteção inferior.

O defensor público que atua no caso destacou que os órgãos de controle entendem que essa liberação indiscriminada viola artigos da Lei nº 13.979/20, que regula a pandemia no Brasil. “Nós entendemos que a saúde pública tem que ser respeitada e essa liberação não pode ser indiscriminada. Nesse sentido foi pedido que seja anulado esse decreto e que retorne a obrigatoriedade de máscaras na cidade”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.