Justiça decreta prisão preventiva de suspeito encontrado com dinheiro em mala no Tocantins

De acordo com a Polícia Federal, cerca de R$ 1 milhão encontrado na última terça-feira (2/) saiu de Goiás para o Pará

Evenilson Pereira, um dos suspeitos flagrado em um táxi com R$ 1,2 milhão de reais em uma mala teve a prisão preventiva decretara nesta quinta-feira (4/10), no Tocantins.

O suspeito ficou preso desde a última terça-feira (2) porque tinha um mandado de prisão em aberto contra ele e porque apresentou documento falso. A defesa afirmou que vai recorrer da decisão.

Esta semana, a Polícia Federal do Estado apurou que a quantia de mais de R$ 1 milhão encontrada em um táxi na TO-050, saiu do Estado de Goiás com rumo ao Pará.

O valor foi flagrado por agentes da Polícia Militar Rodoviária e os ocupantes do veículo não souberam indicar a origem do dinheiro. As investigações indicam que o caso se trata de crime eleitoral, com suposto envolvimento de políticos dos estados do Pará e Goiás.

Duas pessoas que estavam dentro do carro foram detidas e encaminhadas para a sede da Polícia Federal (PF) em Palmas. Segundo informações da corporação, em um dos celulares apreendidos com os suspeitos, havia uma conversa com um deputado de Goiás. A identidade do político, entretanto, ainda não foi revelada.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.