Justiça condena guarda municipal que recebeu suborno em Goiás

Fábio César da Silva Couto foi condenado a 6 anos e 8 meses de prisão

*Atualizada no dia 29 de outubro
O guarda municipal citado não é da cidade de Goiânia, conforme estava indicado anteriormente na matéria

O juiz Fernando Oliveira Samuel, da 2ª Vara Criminal da comarca de Formosa, condenou, nesta quinta-feira (28), o guarda municipal Fábio César da Silva Couto a 6 anos e 8 meses de reclusão e Isac Santos da Silva a 2 anos e 8 meses de prisão.

Eles foram considerados culpados, respectivamente, pelas práticas dos delitos de corrupção passiva e corrupção ativa. Fábio César deverá cumprir a pena em regime inicial fechado, já a pena de Isac foi substituída por outra restritiva de direitos.

Conforme denúncia do Ministério Público do Estado de Goiás (MPGO), em 23 de julho de 2017, por volta das 10 horas, o guarda municipal Fábio César, encarregado da vigilância do depósito de veículos apreendidos administrativamente, recebeu diretamente do também réu Isac Santos vantagem econômica indevida, na valor de R$ 1.695.

Na ocasião, o servidor público entregou ao pagante uma motocicleta Honda Biz 125, que estava apreendida no local. Com isso, segundo o MPGO, Isac Silva teria praticado o delito de corrupção ativa ao oferecer o mencionado valor a Fábio. Os réus foram presos em flagrante.

 

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Valdsom batista

Mais uma irresponsabilidade deste jornal….o fato acontecido é com um guarda civil de Luziânia,mas colocam fotos da guarda civil metropolitana de Goiânia!