Justiça autoriza busca e apreensão de material de campanha no escritório de Iris

Mandado foi cumprido no início da noite desta sexta-feira (14) também no comitê de campanha do candidato e no diretório do PMDB; material não foi encontrado

A Justiça Eleitoral realizou, no início da noite desta sexta-feira (14/10), uma operação de busca de material de campanha ilegal atribuído ao candidato do PMDB, Iris Rezende. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão no diretório do partido, no comitê de campanha e no escritório político do candidato à Prefeitura de Goiânia.

Informações preliminares davam conta de que havia sido apreendido material apócrifo, porém a Justiça Eleitoral afirmou que não foi encontrado nada.

O PMDB informou que o mandado foi cumprido, que todos os locais foram colocados à disposição da Justiça Eleitoral e que o material ilegal não foi encontrado. Os oficiais vasculharam a área e saíram sem levar nada, garantiu a campanha.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.