Advogado de defesa alegou limitação para uso de aplicativo para sessão virtual. Compositor quer receber direitos autorais

Gusttavo Lima está no topo da lista | Foto: Divulgação

O julgamento contra o cantor Gusttavo Lima, que estava previsto para esta terça-feira, 26, em Goiânia, foi adiado. O motivo seria uma limitação para uso do aplicativo para a sessão virtual.

A ação foi movida pelo compositor André Luiz Gonçalves Dias, conhecido como De Luca. Ele requer lucros integrais dos direitos autorais da canção “Fora do Comum”, da qual diz ser o único autor. Ele pede R$ 20 milhões.

A defesa nega e diz que a composição foi em conjunta com Gusttavo e que De Luca já teria recebido os 50% que lhe era devido.