Jovem trans de Goiás faz sucesso no YouTube com mais de meio milhão de seguidores

Em bate-papo com o Jornal Opção, Thiessita conta como foi crescer em Catalão, cidade com cerca de 100 mil habitantes ao Sul do Estado

Reprodução/Instagram

Fazem apenas 2 anos desde que Thiessita resolveu criar um canal no YouTube para se reaproximar do mundo das artes. Bióloga por formação, a jovem de Catalão, Goiás, precisava de uma alternativa ao trabalho que havia conseguido em Uberlândia (MG), a 110 km da cidade natal.

Na época, Thiessita não poderia imaginar que se tornaria, em pouco tempo, um dos nomes de peso na plataforma que mais produz influenciadores digitais e formadores de opinião atualmente. Hoje, com mais de meio milhão de seguidores, ela conta com um público cativo e muitos fãs.

Embora pareça menos, Thiessita tem 27 anos. A aparência é de menina, mas fala com a experiência de uma mulher já crescida, que teve que enfrentar o conservadorismo de uma cidade interiorana para conseguir falar sobre sua condição sem qualquer receio. Sim, Thiessita é uma mulher trans, mas como ela mesma gosta de reforçar em seus vídeos: “É melhor superar”.

Em breve bate-papo com o Jornal Opção, a youtuber contou como foi crescer em Catalão, cidade com cerca de 100 mil habitantes ao Sul do Estado. Apesar de sempre aparentar ser a mulher, que de fato é, Thiessita não se livrou dos julgamentos e das mais variadas agressões.

“A galera me conhecia por conta disso. Então, saía na rua e era gente apontando e fofocando o tempo todo. Sempre coloquei para mim que não estava fazendo nada de errado. Eu sempre soube quem eu era. A gente sofre com agressões, e não só físicas, mas nunca deixei que isso me abalasse de fato”, conta à reportagem.

Há quase um mês, Thiessita se mudou para São Paulo em busca de mais oportunidades profissionais e maior visibilidade do canal. Em seus vídeos, a youtuber também fala sobre maquiagem e temas do cotidiano, mas a pauta trans passou a predominar o conteúdo, desde que resolveu falar sobre o assunto, há cerca de 6 meses. “Com o tempo fui me empoderando neste sentido.”

“É preciso ser falado para alguma hora não precisar mais falar. Então, sim, é um pouco mais segmentado, mas gosto de falar sobre outras coisas também”, arrematou.

2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Vanessa Bueno

Maravilhosaaaaaaa ????

Danielleduda

Linda maravilhosa diva thiessa poderosa meubem