Jovem que teve testa tatuada com “ladrão e vacilão” é preso por furto

Após pagamento de fiança, homem voltou a ser internado em clínica para tratamento contra dependência química

Um jovem de 18 anos, que teve a testa tatuada à força em 2017 com a frase “eu sou ladrão e vacilão” por ter tentado roubar uma bicicleta próximo à casa onde mora, foi preso por furtar desodorantes de um supermercado, em Mairiporã, São Paulo.

Após ser solto mediante pagamento de fiança de R$ 1 mil, o homem voltou a ser internado na clínica da mesma cidade, onde faz tratamento contra dependência química e realiza sessões para remoção da tatuagem.

Em publicação no Facebook, a clínica Grand House informou que o jovem estava em tratamento há nove meses e em fase de ressocialização, quando “se ausentou” do lugar. Segundo o comunicado, o jovem “teve um lapso” e “foi resgatado novamente e se encontra de volta ao tratamento, dando continuidade ao seu processo de recuperação”.

Caso

No último mês, a Justiça de São Paulo condenou os dois homens que tatuaram a testa do jovem Os réus não poderão recorrer em liberdade.

O tatuador Maycon Wesley Carvalho dos Reis, 28, pegou três anos de reclusão em regime inicial semiaberto por crime de lesão corporal gravíssima e quatro meses e 15 dias de detenção em regime inicial semiaberto por delito de constrangimento ilegal.

Seu vizinho, Ronildo Moreira de Araújo, 30, pegou três anos e seis meses de reclusão em regime inicial fechado por crime de lesão corporal gravíssima e de cinco meses e sete dias de detenção em regime inicial semiaberto por crime de constrangimento ilegal.

Deixe um comentário