Jovem diz que assaltou e amarrou motorista do Uber em Anápolis para “se divertir”

Bruno dos Santos Gomes, de 18 anos, foi preso e disse que pretendia vender o carro da vítima

Cleyton da Silva Nascimento, motorista de Uber desaparecido, e a namorada Christyane Jardim | Foto: Arquivo da família

O acusado de roubar na última semana um veículo que prestava serviços para o aplicativo Uber, amarrar e assaltar o motorista, foi preso na noite da última segunda-feira (4/12) e encaminhado à Central de Flagrantes da Polícia Civil de Anápolis. Nesta terça-feira (5), Bruno dos Santos Gomes, de 18 anos, foi reconhecido como autor do crime.

De acordo com o delegado Carlos Antônio da Silveira, que responde pelo 6º DP e é responsável pelas investigações, Bruno cometeu roubo qualificado e disse que fez isso para se “divertir”. No depoimento, ele disse que, após pegar o carro da vítima, ele um outro menor que participou da ação foram a uma festa e tinham a intenção de vender o veículo.

Bruno ficará detido até que a justiça decida sua pena. O menor ainda não foi apreendido.

O motorista Cleyton da Silva Nascimento, que presta serviços para o aplicativo Uber em Anápolis, foi localizado na sexta-feira (1º/12). Ele estava desparecido desde às 19 horas da última quinta-feira (30/11).

Cleyton trabalha como Uber há cerca de um ano. Começou na profissão em Goiânia, mas desde fevereiro estava atuando na cidade de Anápolis. O carro dele é um Ford Ka, placa PQK-4413, na cor branca.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.