Jovem de 17 anos vítima da Covid-19 foi tratada com cloroquina, aponta boletim

Uso do medicamento no tratamento da jovem foi confirmado pela Secretaria municipal de Saúde que disse seguir as recomendações do Ministério da Saúde

A estudante Kamilly Ribeiro, de 17 anos, representa a mais jovem vítima fatal do coronavírus (Covid-19) no Brasil. Ela teve o resultado positivo confirmado no início do mês e acabou morrendo na última terça-feira, 14, no Rio de Janeiro.

O uso da cloroquina no tratamento da jovem foi confirmado pela Secretaria municipal de Saúde de Duque de Caxias. De acordo com a pasta, o uso do medicamento foi realizado conforme indicado pelo protocolo do Ministério da Saúde.

A mãe de Kamilly Ribeiro, Germaine Ribeiro dos Santos, também foi diagnosticada com a doença, mas conseguiu vencer o vírus. Segundo informações do jornal O Globo, ambas chegaram a ocupar a mesma enfermaria no Hospital Moacyr do Carmo. A mãe da garota informou à reportagem que no período em que ficaram juntas as duas chegaram a ser medicadas com a cloroquina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.