José Nelto diz ser ficha limpa e afirma que impugnação de sua candidatura é obra de “procurador pau mandado”

O ex-deputado disse ter todas as certidões negativas da Justiça Eleitoral e Criminal, em primeira e segunda instância, o que atesta sua aptidão para disputar a eleição. “Estou do lado da lei”, bradou

Foto: Fernando Leite

Foto: Fernando Leite

O candidato a deputado estadual José Nelto (PMDB) partiu para o ataque ao falar sobre a impugnação de seu nome por parte da Procuradoria Regional Eleitoral (PRE-GO) durante a inauguração do comitê político de Iris Rezende (PMDB), nesta terça-feira (15/7). Nelto afirmou ser “ficha limpíssima” e disse que a pendência é obra de um “procurador pau mandado que quer prejudicar a oposição”.

O ex-deputado disse ter todas as certidões negativas da Justiça Eleitoral e Criminal, em primeira e segunda instância, o que atesta sua aptidão para disputar a eleição. “Estou do lado da lei”, bradou.

Garantindo estar com todos os aspectos necessários regularizados, ele questionou o fato de outros candidatos não estarem com suas candidaturas também em risco. “Olha, eu tenho uma decisão [favorável] do TSE, que é superior à decisão do TRE”, disse. “Se a minha candidatura foi impugnada, a do Marconi [Perillo] tem que ser impugnada, a do Vilmar Rocha tem que ser impugnada, a do Iris tem que ser impugnada, então isso não passa de uma perseguição política de um procurador de Justiça que não sabe o que faz.”

Em sua avaliação, a impugnação de seu nome é “um absurdo e uma falta de respeito”. De acordo com ele, os responsáveis pelo ato deveriam “pagar uma indenização por entrar com uma ação dessa, que não tem o menor sentido”. E foi além: “ficha suja tem muita gente no governo, que roubou os cofres públicos e posa de bom moço nessa história”, disse, sem especificar a quem se referia.

José Nelto teve seu mandato de deputado estadual cassado em 2010 por, supostamente, ter praticado compra de votos durante as eleições de 2006. Apesar disso, ele garante que o prazo de sua inelegibilidade vai se encerrar cinco dias antes das eleições, o que asseguraria sua candidatura no pleito deste ano.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.