José Eliton promete “política de tolerância zero” ao assumir Secretaria de Segurança Pública

Vice-governador deixou a Secretaria de Desenvolvimento (SED) para assumir a pasta de segurança no lugar de Joaquim Mesquita

Marconi Perillo e José Eliton durante cerimônia de posse dos novo secretários | Foto: reprodução / assessoria

Marconi Perillo e José Eliton durante cerimônia de posse dos novo secretários | Foto: reprodução / assessoria

Durante cerimônia de posse, na manhã desta quinta-feira (25/2), o novo secretário de Segurança Pública de Goiás e vice-governador, José Eliton (PSDB), afirmou em discurso, no auditório Mauro Borges, no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, que o objetivo de sua gestão à frente da pasta será valorizar os policiais.

Eliton adiantou que na próxima sexta-feira (26/2) serão anunciados os nomes dos novos comandantes das diferentes forças policiais e que nos próximos dias deve ser anunciado oficialmente um aumento no contingente policial.

O assunto será discutido primeiramente com a Secretária da Fazenda, Ana Carla Abrão, e demais pastas competentes, a fim de viabilizar a ampliação do número de agentes de maneira que o aumento de gastos caiba no orçamento do Tesouro.

Entre as primeiras ações da nova gestão está a presença das forças especiais nas ruas, o que segundo José Eliton, já ocorrerá a partir desta sexta-feira (25/2), além de mudanças internas, principalmente em relação ao diálogo da secretaria com as diferentes corporações.

O novo secretário pretende também criar um aparato de suporte judicial aos policiais e garantir o pagamento de horas extras, além de “tolerância zero” a ataques ou agressões a policiais e também a desvios de comportamento dentro da corporação.

Para o vice-governador, a sociedade precisa reconhecer o papel da polícia. “Todos os agentes, seja da polícia militar, Civil, Técnico-científico e Bombeiros, merecem ser respeitados e valorizados em suas prerrogativas, pelo sacrifício individual em favor do coletivo que realizam todos os dias.”

Mudanças

Marconi Perillo | Foto: Larissa Quixabeira / Jornal Opção

Marconi Perillo em discurso durante cerimônia | Foto: Larissa Quixabeira / Jornal Opção

Para o governador Marconi Perillo (PSDB), o grande desafio da pasta é diminuir todos os indicadores de violência no Estado, em especial, os de homicídios. “Pesquisas afirmam que para a maioria dos cidadãos, bandido bom é bandido morto. Nós, na posição de governantes, não podemos pensar assim. A polícia deve ser dura com os bandidos, mas nosso objetivo é reduzir todos os índices, principalmente o de homicídios.”

Em entrevista coletiva na manhã da última quarta-feira (24/2), o governador Marconi tinha negado a intenção de mudar a liderança da pasta de Segurança Pública, mas em discurso na manhã desta quinta-feira (25/2), explicou que pretendia tirar Joaquim Mesquita da secretaria de Segurança desde que retornou de sua missão na Oceania.

“Não falei na coletiva porque o momento não era certo. Precisava conversar com todos os envolvidos primeiro, saber colocar cada peça no lugar correto e principalmente respeitar as pessoas”, afirmou o governador.

Depois das mudanças, Eliton deixa a Secretaria de Desenvolvimento (SED) e assume a Segurança Pública no lugar de Joaquim Mesquita, que por sua vez foi relocado para a pasta de Gestão e Planejamento (Segplan), antes liderada pelo deputado federal Thiago Peixoto (PSD), que agora assume a SED. Todos tomaram posse de seus novos cargos na manhã desta quinta-feira (25/2).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.