José Eliton presta homenagem ao fundador do Jornal Opção, Herbert de Moraes

“Dono de uma inteligência notável, o jornalista deixa um legado à altura dos melhores periódicos nacionais e internacionais. Certamente será estudado e continuará a influenciar gerações”, diz o vice-governador

Herbert Moraes herbert

O vice-governador e secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária, José Eliton, homenageou em sua página no Facebook o jornalista e economista Herbert de Moraes, fundador do Jornal Opção, que morreu na quinta-feira, 24, aos 73 anos, no Hospital Anis Rassi, em Goiânia. O velório está marcado para a partir das 15h, no Cemitério Vale do Cerrado.

“Herbert deixa um legado jornalístico à altura dos melhores periódicos nacionais e internacionais. Certamente será estudado e continuará a influenciar gerações”, disse o vice-governador. “Ele dedicou sua vida ao sonho de criar um veículo de comunicação que fosse a essência do seu pensamento social”.

Segundo José Eliton, o Jornal Opção “se consolidou, no decorrer de 40 anos, como espaço democrático e eficaz para a opinião e o debate de ideias, destacando-se em nível nacional pela sua qualidade e profunda lealdade a uma linha editorial lúcida, influente e fiel às concepções do seu fundador”.

Ele qualifica Herbert como “dono de uma inteligência notável”. O jornalista “soube manter o semanário enquanto opção moderna, crítica e corajosa” e “foi testemunha e agente de grandiosos fatos que mudaram o perfil histórico de sua época”.

O vice-governador citou uma frase do fundador do Jornal Opção: “O factual passa. A análise, desde que sólida, fica e reverbera”. Para ele, as páginas do semanário “se mantiveram repletas de argumentos que influenciam Goiás e o Brasil”. Herbert, segundo ele, “nunca temeu desafiar poderosos ou ideias cristalizadas. Sempre defendeu os princípios de uma imprensa livre, democrática e comprometida com o interesse público”. Além disso, “o tempo todo, soube debater com honestidade e propósitos justos. Jamais cedeu à insensatez”.

De acordo com José Eliton, “as páginas do Jornal Opção sempre estamparam discussões que desafiam clichês e paradigmas”.

Para o vice-governador, a esposa Nanci Guimarães de Melo Ribeiro, diretora financeira, os filhos Patrícia Moraes Machado, diretora-editora-executiva, Herbert Moraes filho, correspondente da Rede Record em Israel e colunista do jornal, a médica Ludmila Melo, bem como o diretor editor-chefe Euler de França Belém, “saberão perpetuar, em suas respectivas áreas de atuação, os ideais do fundador”.

“Aos familiares, amigos e leitores, à equipe do Jornal Opção, os nossos sentimentos”, concluiu o vice-governador José Eliton.

Abaixo, a íntegra da homenagem póstuma.

“O jornalista Herbert de Moraes dedicou sua vida ao sonho de criar um veículo de comunicação que fosse a essência do seu pensamento social.

O Jornal Opção se consolidou, no decorrer de 40 anos, como espaço democrático e eficaz para a opinião e o debate de ideias, destacando-se em nível nacional pela sua qualidade e profunda lealdade a uma linha editorial lúcida, influente e fiel às concepções do seu fundador.

Dono de uma inteligência notável, Herbert soube manter o semanário enquanto opção moderna, critica e corajosa.

“O factual passa. A análise, desde que sólida, fica e reverbera”, sentenciava ele.

Herbert foi testemunha e agente de grandiosos fatos que mudaram o perfil histórico de sua época.

As páginas do Jornal Opção se mantiveram repletas de argumentos que influenciam Goiás e o Brasil.

Nunca temeu desafiar poderosos ou ideias cristalizadas. Sempre defendeu os princípios de uma imprensa livre, democrática e comprometida com o interesse público.

O tempo todo, soube debater com honestidade e propósitos justos. Jamais cedeu à insensatez.

As páginas do Jornal Opção sempre estamparam discussões que desafiam clichês e paradigmas.

Deixa um legado jornalístico à altura dos melhores periódicos nacionais e internacionais. Certamente será estudado e continuará a influenciar gerações.

A esposa Nanci Guimarães de Melo Ribeiro, diretora financeira, os filhos Patrícia Morais Machado, diretora-editora-executiva, Herbert Morais filho, correspondente da Rede Record em Israel e colunista do jornal, a médica Ludmila Melo, bem como o diretor editor-chefe Euler de França Belém, saberão perpetuar, em suas respectivas áreas de atuação, os ideais do fundador.

Aos familiares, amigos e leitores, à equipe do Jornal Opção, os nossos sentimentos”.

Deixe um comentário