Governo lança pacote de medidas para reduzir indicadores de criminalidade em Goiás

O secretário de Segurança Pública, Irapuan Costa Júniorm e o ex-governador Marconi Perillo participaram do evento de lançamento

Foto: Divulgação

O governador José Eliton e o secretário de Segurança Pública, Irapuan Costa Júnior, lançaram nesta quinta-feira (19/4) o programa Mais Segurança, um pacote de medidas de curto e médio prazo para reduzir os indicadores de criminalidade no Estado, além de garantir maior sensação de segurança à população. O evento foi realizado no auditório do Tribunal de Contas do Estado de Goiás (TCE).

Entre as primeiras medidas estão ações de segurança nos terminais do transporte coletivo da Região Metropolitana de Goiânia, a promoção de 500 policiais e a realização de concurso público para a contratação de mais 100 delegados para a Polícia Civil. O programa Mais Segurança também prevê um incremento da frota de veículos das forças policiais especiais.

Dentro do policiamento nos terminais, a Polícia Civil instituirá uma unidade especializada da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic) para investigar crimes cometidos contra usuários do transporte coletivo, além de mapear agressores ou grupos criminosos que atuam nesses locais.

Os principais terminais de Goiânia contarão com dispositivos de monitoramento por câmeras. A ideia é promover mais interação entre polícia e comunidade e permitir que a população faça denúncias e busque atendimento de emergência.

Valorização

O governo de Goiás, por meio da SSP, promoverá mais 500 policiais. A medida vai garantir mais motivação às forças de segurança e proporcionar um trabalho ainda mais efetivo junto à comunidade. Também será realizado concurso público para a contratação de mais 100 delegados para a Polícia Civil.

O programa Mais Segurança também prevê um incremento da frota de veículos das forças policiais especiais. Novas viaturas serão adquiridas. Modernização Para agilizar procedimentos, especialmente em municípios do interior, haverá uma mudança na lavratura do Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). O objetivo é fazer com que a Polícia Militar e demais forças de segurança também possa lavrá-los. Neste sentido, será formalizado um Termo de Acordo e Cooperação (TAC) entre Secretaria de Segurança Pública, Ministério Público e Tribunal de Justiça.

Deixe um comentário