Governador em exercício se declarou “indignado” com sugestão de que Estado teria financiado desfile de agremiação carioca que homenageou Zezé Di Carmargo e Luciano

O vice-governador e titular da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, José Eliton (PSDB), comemorou os dados da balança comercial de janeiro | Foto: Jota Eurípedes
Tucano também ressaltou importância do carnaval carioca e projeção do Estado internacionalmente com homenagem | Foto: Jota Eurípedes

O governador em exercício, José Eliton (PSDB), desmentiu, neste sábado (13/2), boatos que circulam em redes sociais sobre possíveis repasses do Governo de Goiás, no valor de R$ 5 milhões, para a escola de samba carioca Imperatriz Leopoldinense. Como tema de seu desfile no grupo especial neste ano, a agremiação decidiu homenagear a dupla Zezé Di Camargo e Luciano, o que gerou suspeita de que o enredo teria sido patrocinado.

[relacionadas artigos=”58276″]

“Trata-se de um grande equívoco e me causa indignação”, criticou o também titular da Secretaria de Desenvolvimento (SED). Para ele, “É lamentável que uma homenagem tão bonita tenha se tornado motivo de especulação política”. José Eliton lembrou o compromisso do governo com o ajuste fiscal, com seu orçamento, e com as contas do estado. “Esse tipo de boato é fruto de gente que falta para com a verdade. Eu lamento muito sobre o ocorrido”.

Ele analisou também a importância de um evento como o carnaval carioca. Uma homenagem como essa, segundo José Eliton, projeta internacionalmente o Estado por meio do alcance midiático da festa. O tucano se disse feliz e representado pelo desfile da Imperatriz Leopoldinense, assim como o governador Marconi Perillo (PSDB).

Anteriormente, o próprio Governo de Goiás já havia desmentido os rumores, afirmando que Marconi já havia adiantado à escola que não financiaria o desfile. “Em abril, quando a direção da Imperatriz Leopoldinense esteve em Goiânia e Pirenópolis para anunciar que o tema de seu samba-enredo seria a história de Zezé di Camargo e Luciano, o próprio governador asseverou que o Estado não participaria do desfile com recursos públicos, mas apenas com apoio institucional”, esclareceu nota divulgada antes mesmo da apresentação da escola.