Marcos Aurélio Silva
Marcos Aurélio Silva

Jornalista Herbert Moraes ganha prêmio Direito Humanos de Jornalismo

Grande reportagem Os Invisíveis revelou as dificuldades de quem vive sem nenhum documento no Brasil

O  programa “Os Invisíveis”, foi um dos vencedores do 37º Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo. O repórter da TV Record e colunista do Jornal Opção, Herbert Moraes, é um dos jornalistas premiados pela grande reportagem. A premiação é promovida pelo  Movimento de Justiça e dos Direitos Humanos (MJDH), em parceria com a OAB/Rio Grande do Sul (OAB/RS), e com o apoio da Associação dos Repórteres Fotográficos e Cinematográficos do Rio Grande do Sul (ARFOC/RS).

Os Invisíveis foi exibido pelo Câmera Record em junho deste ano e conquistou o segundo lugar no Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo. O programa contou histórias de cidadãos que vivem sem documentos, ou seja, que não existem nos registros oficiais. Neste período de pandemia, estas pessoas se colocaram em evidência ao não conseguirem acessar nenhum tipo de benefício.

Os repórteres viajaram pela regiões Sudeste, a mais rica do país, e Nordeste, considerada a mais pobre, para mostrar como é o dia a dia de quem vive às sombras do poder público. Herbert Moraes revelou histórias de pessoas “invisíveis” que moram no Rio de Janeiro.

Com o programa Os Invisíveis, Herbert Moraes é também um dos finalistas do Prêmio Vladimir Herzorg, considerado uma das maiores premiações do jornalismo brasileiro.

Assista “Os invisíveis”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.