Se o pedido for acatado pela Anvisa, este será o quarto imunizante devidamente autorizado para uso em solo brasileiro. Expectativa é de que, não havendo pendência de informações, o pedido seja analisado em um período de sete dias uteis

| Foto: Reuters

A Janssen, braço farmacêutico da Johnson & Johnson enviou à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) um pedido de uso emergencial de suas vacinas na população brasileira. O pedido chegou à Agência na última quarta-feira, 24.

A análise do pedido deverá passar pelo crivo de uma equipe multidisciplinar que envolve especialistas das áreas de registro, monitoramento e inspeção do medicamento.

Conforme mostrado pela revista Veja, a meta da Agência é realizar a análise de uso emergencial da vacina em um período de até sete dias uteis, descontando eventual tempo que o processo possa ficar pendente de informações.

Se o pedido for acatado pela Anvisa, este será o quarto imunizante devidamente autorizado para uso em solo brasileiro.