Deic pretende esclarecer suspeitas após apreensões de dinheiro, pedras preciosas e armas 

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Após apreensões realizadas pela Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) de um grande volume de dinheiro e pedras preciosas, além de armas, em endereços de João Teixeira de Faria, conhecido como João de Deus, na última sexta-feira, 21, o médium deve prestar novo depoimento na Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic) ainda nesta semana.

Segundo informações, João de Deus ser ouvido deve entre quarta-feira,26, e sexta-feira,28. Para o delegado geral da Polícia Civil de Goiás, André Fernandes, o médium deve ser levado para depor na Deic. A PCGO ressalta que a força-tarefa envolvendo cerca de 50 policiais e quase uma dezena de delegados segue em ritmo normal apesar dos feriados de fim de ano.

[relacionadas artigos=”154837″]

Com o novo depoimento, os delegados da Deic pretendem que o médium esclareça a origem de dezenas de pedras preciosas, cinco armas e mais de R$1 milhão apreendidos em uma mala encontrada no fundo falso de um armário, localizado em uma de suas residências.