J&F não aceita fechar acordo de leniência de R$ 11 bi com o Ministério Público

Grupo que controla a JBS tinha até sexta-feira para decidir se pagaria quantia equivalente a 5,8% de seu faturamento em 2016

O Grupo J&F, que controla a JBS, não aceitou acordo de leniência com o Ministério Público Federal (MPF). Segundo a proposta, que deveria ter sido aceita às 23h59min de sexta-feira (19/5), a empresa pagaria R$ 11,16 bilhões em dez anos. A quantia equivale a 5,8% do faturamento do grupo em 2016.

Em resposta, representantes da empresa propuseram pagar R$ 1 bilhão, que representa 0,51% do faturamento no ano passado. Inicialmente, a proposta era de R$ 33,6 bilhões, mas como a Lei Anticorrupção prevê descontos, o valor foi reduzido. Hoje, o parâmetro dos montantes varia entre 0,1 e 20% do faturamento.

As partes ainda podem negociar um acordo de leniência futuramente. A J&F já fechou acordo de colaboração incluindo delações premiadas de seus principais donos, Joesley e Wesley Batista. Os depoimentos dos dois já foram inclusive divulgados na última quarta-feira (17) e vêm causando estragos desde então, já que envolvem o presidente Michel Temer (PMDB), o senador afastado Aécio Neves (PSDB) e

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.