Jean Wyllys chama filho do presidente de “bicha travada num armário”

“Teve todas as chances e meios de enfrentar a homofobia do pai”, publicou

O ex-deputado federal Jean Wyllys (PSOL) usou o seu Twitter, nesta segunda, 17, para atacar um dos filhos do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Sem citar nomes, o pessolista, que deixou o País após ameaças de morte, disse que “o filho do presidente teve todas as chances e meios de enfrentar a homofobia do pai e ser uma bicha como eu sou, mas optou por ser essa vergonhosa fábrica de fake news homofóbicas”.

Em outros postagens, Jean diz que só se refere à homossexualidade “enrustida” dele, porque esta tem sido “o motor horrores perpetrados por ele contra mim e outras pessoas honradas na internet”.

“Se essa bicha travada num armário vivesse sua homossexualidade com vergonha, mas sem fazer danos à reputação de ninguém em função desta, eu jamais iria me referir à sua orientação sexual vivida com culpa e medo. Deixaria ela lá em seu armário, destruindo-se por dentro”, disse em outra publicação.

Não houve nenhuma publicação direcionada a Jean Wyllys, nesta segunda, por parte dos filhos de Jair Bolsonaro, no Twitter. Ele se referia, no entanto, a ataques feitos ao jornalista Glenn Greenwald e seu marido, o deputado federal David Miranda, em que defensores de Sérgio Moro acusam um complô entre o casal e o ex-deputado exilado.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Carlos Euripedes Ribeiro

Eu tenho certeza de que se todos nós se apegarmos com Deus ele com certeza muda toda a nossa história e deixaríamos de ficar perdendo tempo e atacar e ferir uns aos outros o povo já está em decadência e tem gente perdendo tempo em ficar atecando os outros vamos parar com isso meu povo e vamos nos apegarmos com Deus ele é a única solução para a humanidade nos dias de hoje.