Jardim Guanabara sofre explosão de casos da Covid-19 e sobe no ranking dos mais afetados

Bairro disparou de sexto para terceiro colocado no ranking das regiões mais afetadas da capital

O setor Jardim Guanabara tem chamado muita atenção – especialmente nos últimos dias – quando o assunto é a disseminação do novo coronavírus (Covid-19) pela capital.

Acontece que o bairro sofreu uma explosão de casos confirmados da doença nos últimos sete dias. Por meio da plataforma Covid Goiás, desenvolvida pela Universidade Federal de Goiás (UFG) em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (SESGO), é possível perceber como a doença se comportou nos últimos dias pela região.

Os números mostram que, em 29 de maio, ou seja, exatamente na sexta-feira anterior a esta, o Jardim Guanabara contabilizava um total de 38 casos confirmados da doença.

De lá para cá, adquiriu novos 33 confirmados – o que representa quase o dobro do que havia sido contabilizado durante todo o período de pandemia, até o dia 29 de maio. O número atual é de 71 casos.

Isso fez com que o setor disparasse no ranking das regiões mais afetadas da capital: de sexto para terceiro colocado. Por enquanto, o bairro permanece atrás apenas do Setor Oeste (103) e Setor Bueno (166).

Casos

Vale lembrar que no último domingo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) comunicou a morte da auxiliar de saúde bucal na Unidade de Saúde da Família Guanabara 1, Fabiana Azevedo, de 40 anos, vítima da Covid-19.

A unidade já registrou três casos de servidores com a doença. A SMS garantiu que todos os servidores do local seriam testados e que está dando todo o apoio psicológico aos trabalhadores.

De acordo com moradores da região, a unidade de saúde tem sido procurada por muitos trabalhadores da Central de Abastecimento de Goiás (Ceasa) com sintomas do novo coronavírus.

Uma resposta para “Jardim Guanabara sofre explosão de casos da Covid-19 e sobe no ranking dos mais afetados”

  1. CARLOS ANÔNIO PEREIRA DA SILVA disse:

    Isso já era previsto, pois o Ceasa era uma bomba relógio prestes a explodir de casos de covid19. Um mês atrás estive nesse local, e fiquei perplexo com a falta de segurança preventiva no local. Total despreparo. Fui reclamar com um dos comércios local, levei uma má resposta ignorante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.