Jayme Rincón afirma que prática de atrair políticos com máquina do governo é de Caiado e seus familiares

A resposta veio depois das acusações de Caiado de que Marconi estaria utilizando a estrutura do governo, com liberação de convênios e recursos, para garantir que prefeitos se aliem a ele

Ao centro de camisete branca, o governador Marconi Perillo; à direita na foto, o vice-governador José Eliton (de azul) e o prefeito de Trindade, Jean Darrot (de verde); à esquerda na foto o secretário Leonardo Vilela/ Foto: Fernando Leite

Inauguração da GO-469. Ao centro, de camiseta branca, o governador Marconi Perillo; à direita na foto, o vice-governador José Eliton (de azul) e o prefeito de Trindade, Jânio Darrot (de verde); à esquerda na foto o prefeito de Goianira, Randel Miller, o deputado federal Leonardo Vilela (de preto) e o o presidente da Agetop, Jayme Rincón (de listrado)/ Foto: Fernando Leite

Em inauguração de pavimentação da GO-469, trecho que vai de Goianira a Trindade, o presidente da Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop), Jayme Rincón, afirmou que a prática de cooptar políticos por meio da máquina do governo é uma prática do deputado federal Ronaldo Caiado (DEM). “Nós fizemos convênio com 246 municípios, mas não temos apoio de todos esses prefeitos. Essa prática é dele, da família dele, dos antigos. Marconi Perillo não faz isso”, sustentou.

marconi_trindade (32)A resposta veio depois das acusações de Caiado em evento que firmou sua pré-candidatura ao Senado na chapa de Iris Rezende. Na ocasião, o parlamentar disse que Marconi Perillo (PSDB) está utilizando a estrutura da administração do Estado para garantir que prefeitos se aliem a ele nas eleições de outubro em troca de liberação de convênios e recursos para as cidades que esses prefeitos administram. Um dia depois, quinta-feira (19), o candidato ao Senado afirmou que entraria com representações contra o governo estadual por improbidade administrativa.

Jayme Rincón afirmou que o governador sempre atendeu a todos os prefeitos, independente de partido. “Os que não aproximaram do governo foram os que não quiserem”, sustentou. O presidente da Agetop disse ainda que vê Vilmar Rocha (PSD) como uma opção “infinitamente melhor que Caiado”. “Ele [Ronaldo Caiado] é radical, cria briga com todo mundo e foi rejeitado pelo PSB, PT e teve que compor com PMDB, partido que tanto criticou”, disse Jayme.

O vice-governador de Goiás, José Eliton (PP), disse que as denúncias são sem fundamento. De acordo com ele, Marconi foi o governador “que mais ajudou na história, e especificamente nesse mandato, a cidade de Anápolis”, sendo que a cidade era gerida até pouco tempo pelo atual pré-candidato ao governo pelo PT, Antônio Gomide. “Será que Marconi estava tentando cooptar o Gomide? Claro que não.”

Falando sobre as eleições deste ano, o vice-governador assinalou que, mesmo completando o seu terceiro mandato, qualquer outra escolha que não seja Marconi Perillo seria um retrocesso. “Nosso projeto é altamente produtivo e transforma Goiás. Outras propostas são mais interligados ao passado histórico, e nós entendemos que a população está livre para escolher entre retroceder e avançar.” 

Magda Moffato como vice na chapa da base
Foto: Fernando Leite

Foto: Fernando Leite

No decorrer desta semana a base teve contato com algumas movimentações contrárias à chapa majoritária que já está estabelecida (Marconi ao governo, José Eliton como vice e Vilmar Rocha ao Senado] e que será confirmada no próximo sábado (27/6). O PR e o PTB — com o consentimento do PSD — começaram a se mobilizar pela saída de José Eliton da chapa e pela entrada de Magda Mofatto (PR) em seu lugar. A divulgação deste posicionamento se deu após a ausência de pepistas no encontro em que ficaram definidas as chapas proporcionais da base.

Sobre isto, Jayme Rincón afirmou que a ação foi devido a um certo “descontentamento em relação à composição da chapa de deputado”. “O problema é que a chapa já estava formada e definidia. É difícil nessa altura do campeonato fazer qualquer tipo de composição, e isso ficou claro para a deputada, que na verdade nunca chegou a se lançar. Houve um problema pontual em relação a acomodação de chapa de deputados, somente isso”, explicou dizendo que “não houve desconforto algum na base”.

Já José Eliton, que com uma mudança seria tirado do páreo, disse que vê tudo com muita naturalidade. “É uma base ampla, tendo, desta forma, visões diferentes. Mas com o diálogo vamos ajustando para um consenso de todos para a composição dessa chapa.”

Inauguração de pavimentação da GO-469

Este slideshow necessita de JavaScript.

Na tarde desta sexta-feira (27), o governador Marconi Perillo (PSDB) inaugurou a GO-469, que vai de um trevo de Goianira até Trindade. A obra faz parte do programa Rodovia em Construção, da Agetop. O trecho da GO-154, de Itauçu ao Distrito de Ordália também foi pavimentado. O governo afirma que até o final do ano a Agetop entregará mais de dois mil quilômetros de rodovias no Estado.

Na GO-469 também foi construída uma pista exclusiva para romeiros ao longo de todo o trecho. Após a inauguração o governador tucano seguiu à pé para Trindade, onde foi assistir à missa. Compareceram à inauguração o deputado federal e secretário de Gestão e Planejamento (Segplan), Leandro Vilela (PSDB), a deputada federal Flávia Moraes (PDT), o prefeito de Goianira Randel Miller (PP), o prefeito de Trindade Jânio Darrot (PSDB) entre outras figuras políticas. 

Deixe um comentário