Jayme Rincón acusa Iris Rezende de falsear verdade durante propaganda eleitoral

O titular da Agetop disse que vai entrar na Justiça contra Iris por danos morais e acusou o peemedebista de “retrógrado, mau caráter e corrupto”

Montagem

Montagem

O presidente da Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop), Jayme Rincón (PSDB), reuniu a imprensa na tarde desta sexta-feira (10/10) para prestar esclarecimentos quanto a uma gravação exibida no programa eleitoral do candidato ao governo de Goiás Iris Rezende (PMDB), em que são colocados em dúvida os resultados de pesquisas eleitorais no Estado. O titular disse que vai entrar na Justiça contra Iris por danos morais e acusou o peemedebista de “retrógrado, mau caráter e corrupto”.

O áudio em questão mostra o ex-vereador de Goiânia Wladmir Garcez, apontado como braço direito do contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, em um diálogo com um homem identificado como “Jaime”. Conforme apontou a propaganda irista, seria o presidente da Agetop na gravação.

À imprensa, entretanto, Jayme Rincón negou veementemente sua participação no diálogo, tendo como principal argumento a diferença de sua voz com a do homem que aparece na gravação. Além disso, o titular disse conhecer a quem Wladmir se dirigia. “O dono da voz é Jaime Ferreira de Oliveira. Ele era meu vizinho há muito tempo. O irmão dele me confirmou que é ele quem aparece na gravação”, disse.

Atualmente, segundo o tucano, Jaime mora em Hong Kong e, de lá, enviará ao Brasil uma declaração em que irá assumir que é a sua voz no áudio exibido pela campanha irista. “O sujeito usa expressões que nem fazem parte do meu vocabulário. É evidente que não sou eu”, frisou o presidente da Agetop, emendando que peritos irão realizar a comparação das vozes.

Além da ação por danos morais, a coligação Garantia de um Futuro Melhor para Goiás, encabeçada pelo PSDB, também irá protocolar na Justiça eleitoral o pedido de retirada da peça, bem como a solicitação de direito de resposta às acusações da campanha de Iris Rezende.

Veracidade das Pesquisas

Com pouco mais de um minuto, o áudio exibido durante propaganda eleitoral seria fruto das interceptações telefônicas obtidas pela Polícia Federal durante as investigações da Operação Monte Carlo. O áudio tem início com o homem identificado como “Jaime” reclamando da quantia de R$ 100 mil que um determinado instituto havia pedido para realizar pesquisas eleitorais atendendo aos seus interesses. Surpreso com o preço apresentado, Wladmir cita o instituto Serpes. “Lá a gente faz por R$20 ou R$30 mil, no máximo”, afirma.

Para Jayme Rincón, no entanto, Wladmir não tratava sobre a compra de pesquisas eleitorais no diálogo interceptado. “Segundo informações que eu recebi, eles estavam tratando de outro assunto. Eu não posso avançar nisso. Só posso dizer que está relacionado com a Prefeitura de Goiânia”, declarou.

Reação

Durante entrevista coletiva, Jayme Rincón disse que as ações “eleitoreiras” do decano peemedebista não ficarão sem respostas. Pelo contrário, virão acompanhadas de denúncias. Dessa vez, o tucano resolveu  divulgar uma nota, assinada por ele, em que pede a Iris que explique seu patrimônio de mais de R$ 180 milhões, além de suas relações com as empresas Delta, Qualix e Trana. “Eu não vou falar mais nada. O Iris sabe do que eu estou falando”, disse sem dar mais detalhes sobre as insinuações feitas.

Confira a íntegra do comunicado do presidente da Agetop:

Nota à população de Goiás

A Campanha de Iris no segundo turno começou pior do que terminou o primeiro. Sem propostas e movido unicamente pelo ódio o velho coronel parte para o ataque rasteiro. Começa seu programa eleitoral com uma montagem grosseira de uma gravação atribuída a mim. A voz não é a minha, e a maioria das expressões usadas nesta armação não fazem parte do meu vocabulário usual. Irei entrar com ação na justiça para pedir reparação por danos morais. E nossa coligação já esta protocolando ações junto ao TRE para retirada desta peça do ar e pedido de direito de resposta. Pelo inicio da campanha de Iris podemos esperar o que existe de pior em termos de baixarias, mentiras e agressões. O povo de Goiás irá repudiar mais uma vez as agressões de Iris e sua turma. De amor a Goiás a coligação de Iris só tem o nome. Raivoso, retrógrado, ultrapassado, corrupto e mau caráter, Iris aos poucos foi sendo desmascarado! Venha pro debate limpo! Quebre seus sigilos, explique seu patrimônio de mais de 180 milhões de reais. Fale de suas relações com a Delta, Qualix e Trana. Goiás sabe como Iris se tornou um dos homens mais ricos do país. E Iris sabe do que sei.

Jayme Rincón

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.