Jair Bolsonaro publica vídeo de filho criticando decisão do STF

Por 6 a 5, Supremo decidiu que crimes como corrupção e lavagem e dinheiro, quando investigados junto com caixa dois, sejam processados na Justiça Eleitoral

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) publicou, em seu Twitter, na sexta-feira, 15, um vídeo em que critica a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que leva crimes como corrupção e lavagem e dinheiro, quando investigados junto com caixa dois, à Justiça Eleitoral e não à Federal. Demanda da Procuradoria-Geral da República e pelos membros da Lava Jato foi derrotada por 6 a 5 (com voto de desempate do presidente do STF, Dias Toffoli).

No vídeo, que foi compartilhado neste sábado, 16, pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), Eduardo afirma que muitas pessoas demonstraram insatisfação com a decisão do STF. “O pacote anticrime enviado pelo ministro Sérgio Moro retoma a competência e prevê a prisão em segunda instância”, relatou o deputado.

Ainda na filmagem, o parlamentar disse aos seus seguidores que agora é a hora de apoiar esse pacote. “Tenho certeza que tem condição de ser aprovado no congresso”, preconizou.

STF

Os ministros Marco Aurélio, Alexandre de Moraes, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes, Celso de Mello e o presidente Dias Toffoli, entenderam que cabe aos magistrados eleitores processar os crimes eleitorais e também os comuns (como corrupção) que sejam equivalentes. Votaram contra: Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux e Cármen Lúcia.

Raquel Dodge, procuradora-geral, bem como os procuradores de Curitiba, defenderam, antes da decisão, que a Justiça Eleitoral não tinha estrutura para julgar crimes complexos. Além disso, eles preveem a possibilidade de impunidade.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.