Jair Bolsonaro apresenta pedido de impeachment contra Dilma Rousseff

Deputado do Rio de Janeiro afirmou que o ex-presidente Fernando Collor sofreu impeachment por atos “bem menos graves e inconsistentes” 

Deputado Jair Bolsonaro afirma que há um "volume consistente" de denúncias contra Dilma Rousseff | Foto: Wilson Dias / Agência Brasil

Deputado Jair Bolsonaro afirma que há um “volume consistente” de denúncias contra Dilma Rousseff | Foto: Wilson Dias / Agência Brasil

Por meio do Facebook, o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) declarou, na tarde da última quinta-feira (13/3), que denunciou a presidente Dilma Rousseff (PT) por crimes de responsabilidade. A denúncia protocolada na Câmara foi realizada em razão de atos de improbidade administrativa praticados pela presidente.

No documento apresentado, Bolsonaro afirma que comparar os fatos que levaram o ex-presidente Fernando Collor de Mello a ser cassado aos cometidos pelos últimos governos e, em especial, pelo de Dilma se assemelha, proporcionalmente, “a ‘crimes de menor potencial ofensivo’ versus ‘crimes hediondos'”.

O deputado também relata que Collor deixou o Palácio do Planalto “com uma infinidade de indícios a menos” permitindo que se mantivesse a soberania da vontade do povo no momento mesmo que, anos depois, o ex-presidente tenha sido absolvido.

Bolsonaro declarou, ainda, que o volume de acusações e denúncias contra Dilma é bem mais consistente e questionou os votos que a presidente recebeu para ser reeleita afirmando que os programas sociais do governo “escravizam e corrompem o eleitor”.

Por fim, o documento requer, para o andamento da denúncia, a indicação de Paulo Roberto Costa, Alberto Yousseff, Meire Bonfim Pozza, Venina Velosa da Fonseca, Pedro José Barusco Filho, Jorge Luiz Zelada, Renato Souza Duque e Nestor Cerveró como testemunhas.

A denúncia, que tem 13 páginas, deve ser analisado pelo presidente da Câmara, o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que é quem tem o poder de abrir ou não o processo de impeachment. Desde 2011, já foram arquivados dez processos do tipo contra a petista, por falta elementos probatórios.

Uma resposta para “Jair Bolsonaro apresenta pedido de impeachment contra Dilma Rousseff”

  1. Santos Vantur disse:

    O ROUBO DOS SÉCULOS? 124 BILHÕES de DÓLARES desviados no Caso Banestado –
    Policia Federal só recuperou 10 bilhões de um total de 134 bilhões de
    dólares.Grande parte dessa montanha de dinheiro veio da Privataria onde
    doaram empresas a grupos miliardários e levaram na calada bilhonárias
    comissões.“Foi o maior roubo de dinheiro público que eu já vi”. A
    declaração do deputado federal oposicionista Fernando Francischini, do
    PSDB, não é sobre a Petrobras, ou o que a mídia convencionou chamar de
    Mensalão, mas sobre o Escândalo do Banestado (Banco do Estado do
    Paraná). O Banestado, por meio de contas CC5, facilitou a evasão de
    divisas do Brasil para paraísos fiscais, entre 1996 e 2002, na ordem de
    R$ 150 BILHÕES O caso se transformou em na CPMI do Banestado, em 2003,
    da qual fui integrante em meu primeiro mandato”.
    http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/noticia/2009-06-23/pf-ja-recuperou-us-10-bilhoes-dos-us-124-bilhoes-investigados-no-caso-banestado

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.