Benedito Torres deve assumir presidência da Associação Goiana do Ministério Público

O procurador concorre em chapa única gestão da entidade até 2023

Ex-procurador-geral da Justiça do Estado de Goiás, Benedito Torres deve assumir a presidência da Associação Goiana do Ministério Público (AGMP). A entidade elege nesta sexta-feira, 10, os novos membros da diretoria para o próximo biênio, de 2021 a 2023 e a chapa única do pleito é encabeçada por Benedito Torres. Os associados poderão votar presencialmente ou por meio do voto eletrônico entre às 8h e às 17h.

Torres deve assumir o cargo ao lado do promotor Leandro Koiti Murata, que concorre à vice. A chapa única, nomeada de AGMP VIVA, é composta por 15 membros que vão integrar a Diretoria e o Conselho Fiscal da entidade.

Esta será a quinta passagem de Benedito pela presidência da associação. Eleito pela primeira vez em 2004, permaneceu no cargo até 2008. Depois, em 2014, foi reconduzido à Presidência, onde ficou até 2017. Agora, diante de um cenário de conflitos e crises que, segundo a entidade, colocam em risco a autonomia do Ministério Público, Benedito Torres colocou o nome mais uma vez à disposição da associação.

“A AGMP tem que ser atuante na defesa dos seus associados. É preciso cuidar da saúde e do bem-estar de cada um de nós. O promotor e o procurador em atividade precisam de condições e estrutura compatíveis com a crescente demanda de trabalho que vem sendo imposta aos membros do Ministério Público”, escreveu Torres em carta dirigida aos associados da entidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.