Irmã Dulce dos Pobres será canonizada no Vaticano em outubro

Dia da primeira santa brasileira será celebrado anualmente em 13 de agosto

Foto: Reprodução / Internet

No dia 13 de outubro de 2019, o Brasil ganhará sua primeira santa brasileira: Santa Dulce dos Pobres. A celebração de canonização da religiosa será realizada pelo Papa Francisco no Vaticano, em Roma. A informação foi divulgada no Vaticano na manhã desta segunda-feira, 1.

Em coletiva de imprensa, o arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, disse que o dia de Santa Dulce dos Pobres será celebrado anualmente em 13 de agosto. Em maio deste ano a canonização de Dulce já havia sido anunciada pelo Vaticano logo após um segundo milagre ser vinculado à irmã.

A religiosa, que também é conhecida como “o anjo bom da Bahia” conta com mais de 10 mil relatos de fiéis que atestam diferentes milagres praticados por ela. Um deles — reconhecido pela Igreja —  foi a cura de um homem que permaneceu cego por mais de 14 anos.

Segundo os registros, o homem solicitou que Dulce pudesse interceder por ele. Quando acordou, o homem voltou a enxergar. O fato foi consumado como milagre pois a medicina não consegue explicar as razões que teriam permitido ao homem resgatar sua visão. Seus exames apontam claramente lesões que, segundo os especialistas, o impediriam de ter o sentido.

Para se tornar um santo(a), o religioso deve cumprir uma série de pré-requisitos analisados e investigados pela instância máxima da Igreja Católica. Os milagres, por exemplo, precisam ser reconhecidos. Para isso, teólogos e peritos investigam os relatos e emitem um parecer favorável ou contrário. Para se tornar um santo(a), o religioso deve ter mais de um milagre reconhecido pela Igreja, além, é claro, de cumprir todos os outros requisitos que que antecedem o decreto do Papa.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Adalberto Queiroz

Viva Irmã Dulce! Vivô…