Iris Rezende afasta ex-presidente do Imas após prisão por corrupção no instituto

Procurador André Quintino Paiva assume a administração interinamente

Foto: Divulgação

Em nota enviada pela Prefeitura, Iriz Rezende (MDB) informa que afastou, nesta quinta, 21, o presidente do Instituto de Assistência à Saúde e Social dos Servidores Municipais de Goiânia (Imas), Sebastião Peixoto, e mais dois servidores, após prisões decorrentes da Operação Fatura Final, deflagrada pelo Ministério Público do Estado de Goiás.

O procurador André Quintino Paiva assumirá de forma interina a administração do instituto. Segundo a Prefeitura, as denúncias que originaram a operação partiram da Controladoria Geral do Município (CGM). Confira nota na íntegra:

As denúncias que originaram a operação Fatura Final, do Ministério Público de Goiás, deflagrada na madrugada desta quinta-feira (21/02), no Instituto de Assistência à Saúde e Social dos Servidores Municipais de Goiânia (Imas), partiram da própria Controladoria Geral do Município (CGM), órgão da Prefeitura de Goiânia. As providências foram tomadas após constatações de auditoria interna.

Por determinação do prefeito Iris Rezende, o presidente do Imas, Sebastiao Peixoto, foi imediatamente afastado de suas funções. Até que todos os fatos sejam devidamente esclarecidos, assumirá de forma interina a administração do instituto o procurador André Quintino Paiva.

A CGM informa que abriu processo administrativo disciplinar para apurar e responsabilizar servidores suspeitos de participação no esquema denunciado. Dois já foram afastados.

Esclarece que, em outubro de 2018, foi aberto processo administrativo de responsabilização da Clínica Urgembrás por tentativa de fraudes contra a administração municipal.

Toda documentação dos fatos levantados pela Controladoria Geral do Município sempre esteve à disposição dos órgãos de controle, como o Ministério Público de Goiás

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Maria

Sr. Prefeito, supostamente, seria conivente com os.descalabros sempre praticado pelo Sr. Sebastião agora e outrora.