Iris questiona necessidade de polo industrial na capital: “Goiânia vai bem como está”

Candidato do PMDB afirmou que a capital produz em todas as áreas, mas foi contestado por Vanderlan Cardoso, que defendeu desenvolvimento e qualificação profissional

No segundo debate televisionado do segundo turno em Goiânia, transmitido pela TV Record neste domingo (23/10), o candidato Iris Rezende (PMDB) questionou seu adversário, Vanderlan Cardoso (PSB), sobre sua proposta de criar polos de desenvolvimento. Segundo Iris, “Goiânia vai bem como está, produzindo em todas áreas da nossa economia”.

Vanderlan explicou que sua proposta não é de focar apenas no setor industrial, mas justamente de investir em várias áreas – o que, para ele, não está sendo feito atualmente na cidade. “Serviço gera emprego e renda, mas se não tivermos nossos polos de desenvolvimento e qualificação profissional, não resolve”, pontuou ele.

“Por exemplo: Com um curso de corte e textura, quem está desempregado em três meses vai abrir sua própria confecção”, afirmou. “Isso [defender o setor de serviços] é uma política arcaica e se desse certo, Goiânia não teria perdido tantos empregos pras cidades da região metropolitana”, provocou o candidato do PSB.

“Vamos colocar os nossos polos de desenvolvimento em todas as regiões de Goiânia, como os polos de confecção, polo tecnológico, calçadista. Isso para gerar emprego e renda, aumentarmos nossa arrecadação e, com isso, melhorar a saúde e a educação; e ter dinheiro para investir na cultura e no esporte”, resumiu ele.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.