“Iris participando ou não, Maguito não o perde como cabo eleitoral”, defende Agenor Mariano

Prefeito já comunicou que não participará da disputa que tem Maguito Vilela como candidato do MDB. Intenção do gestor é se dedicar interinamente à reta final de seu mandato na capital

Agenor Mariano | Foto: Fábio Costa / Jornal Opção

O prefeito de Goiânia, Iris Rezende, não participará ativamente do processo que levará a escolha de um novo prefeito da capital em 2020. A intenção do emedebista é se dedicar interinamente à reta final de seu mandato e, com isso, terminar os diversos projetos iniciados na capital e passíveis de conclusão até 31 de dezembro.

A decisão do prefeito é tida, por alguns, como sensata. Porém, não deixa de ser também preocupante. Como indagado pelo candidato do MDB, Maguito Vilela, durante a convenção da sigla: “Quem não quer ter um cabo eleitoral como Iris Rezende ao seu lado?”.

A grande dúvida é até que ponto o maior líder do MDB goiano conseguirá colaborar com o processo. Em entrevista ao Jornal Opção o secretário Municipal de Administração e coordenador da campanha de Maguito, Agenor Mariano, explicou que, além da meta de concluir a maior parte dos projetos, o prefeito prefere “não se indispor com com A ou B no encerramento de sua trajetória política”.

No entanto, apesar da ausência de Iris, Mariano assegura que nenhum de seus auxiliares estão impedidos de participar e contribuir com o candidato do MDB. “Cada um tem sua reputação, são pessoas bem relacionadas, que influenciam e possuem conhecimento amplo sobre as necessidades da cidade”, disse ao assegurar que Maguito não estará desassistido.

Outro ponto destacado pelo coordenador é que a transferência de votos de Iris para Maguito é algo quase que “natural”. “Iris participando ou não, Maguito não o perde como cabo eleitoral. O cabo eleitoral do Maguito é simplesmente a magnífica administração que Iris vem fazendo em Goiânia. O Maguito representa a continuidade disso, é ele quem vai terminar todas as obras de Iris. É quase que um processo de transição entre Iris e Maguito”, disse.

Na segunda-feira, 21, prefeito e candidato possuem um encontro marcado. Agenor, por sua vez, garante que não há qualquer relação com a participação ou não de Iris no pleito. “Esse encontro aconteceria mesmo se não fosse um prefeito do nosso partido. O que o Maguito quer é conhecer a situação da prefeitura até mesmo para montar o seu plano de governo. Além, é claro, de comunicar oficialmente ao prefeito sua participação na disputa”, pontuou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.