“Iris foi sábio em recolher o Plano Diretor”, diz Vanderlan Cardoso

Candidato ainda salientou a importância do apoio recebido pelo senador Luiz Carlos do Carmo (MDB)

O candidato a prefeito Vanderlan Cardoso (PSD) disse, na manha desta segunda-feira, 5, que o prefeito Iris Rezende (MDB) agiu corretamente ao pedir de volta projeto de revisão do Plano Diretor “para que seja melhor discutido”.

“Isso é muito importante, pois estamos apresentando muitos projetos que precisam ser viabilizados pelo Plano Diretor, como os Polos de Desenvolvimento e as Regionais, que já devem ser feitos de acordo com o que a cidade vai oferecer”, disse o candidato.

Sobre os polos de desenvolvimento, que estão no plano de governo da campanha, Vanderlan afirma que é preciso gerar emprego e renda em diversas áreas e regiões de Goiânia. “Com os polos de desenvolvimento sendo feitos nas regiões, isso diminui a super lotação dos ônibus, por exemplo. Então apenas uma atitude já ajuda em diversas outras áreas da cidade”.

Ele lembrou ainda que muitas empresas acabaram deixando a cidade, e que os empresários precisam retornar ao município. “O trabalho será em cima disso. Com geração de emprego e renda e com qualificação profissional nós teremos o cidadão melhor amparado em Goiânia”, disse.

Apoio

Vanderlan ainda salientou a importância do apoio recebido pelo senador Luiz Carlos do Carmo (MDB). “Ele tem feito a diferença no Senado Federal trabalhando em prol do nosso estado de Goiás. O apoio dele engrandece ainda mais nossa campanha, que já está indo muito bem”.

Vanderlan lembra ainda que tem muitos amigos e companheiros dentro do MDB. Por isso, acredita ter recebido o apoio de nomes históricos do partido, como Sérgio Floriano, que deixou a vice-presidência do MDB em Goiânia recentemente, e de Emival Oliveira, que já foi presidente do MDB Metropolitano por três vezes.

“O apoio, independentemente de partido, é muito bem-vindo, já que isso mostra que acreditam em nosso projeto. Temos recebido de muitas pessoas que estão no MDB e em outros partidos que não compõe nossa base de apoio”.

A coligação Goiânia em um Novo Momento é composta por sete partidos, incluindo o PSD, que encabeça a chapa: PSD, PSC, Democratas, Progressistas, PTB, PMN e Avante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.