Iris e Bittencourt polarizam debate sobre dívidas da prefeitura

Na última sexta-feira (18/3), o prefeito Paulo Garcia (PT) admitiu que grande parte do rombo no tesouro municipal vem de administrações anteriores

O engenheiro Luiz Bittencourt (PTB) e o ex-prefeito Iris Rezende (PMDB), pré-candidatos à Prefeitura de Goiânia, protagonizaram debate acalorado depois que o petebista questionou a origem das dívidas acumuladas pelo Paço, que segundo o prefeito Paulo Garcia (PT) são fruto de administrações anteriores.

“Iris escangalhou as contas da prefeitura”, afirmou Bittencourt. “Quem diz isso é o próprio prefeito Paulo Garcia (PT), que recebeu a herança maldita. Na saúde, o rombo era de R$ 200 milhões. No Imas, R$ 115 milhões. Onde mais o populismo desbragado de Iris causou estragos? Paulo Garcia tem obrigação de revelar à população de Goiânia”. Na rádio Vinha FM, no dia 10 de março, ele já havia dito que o endividamento total da administração chega a R$ 400 milhões.

Paulo Garcia era vice de do então prefeito Iris Rezende, até que assumiu a prefeitura em 2010, depois que o peemedebista saiu do cargo para disputar as eleições para governador.

Também em entrevista à Radio Vinha FM, o ex-prefeito negou ter deixado dívidas. “Que absurdo uma declaração dessa, que inconsequência, que irresponsabilidade de uma pessoa, de um pré-candidato. É conversa fiada, é irresponsabilidade, eu estou dizendo. O dia que eu deixei a Prefeitura de Goiânia, no dia 31 de março de 2010, para ser candidato a governador, sabe quanto de dinheiro nós deixamos no caixa da Prefeitura? (…) quase R$ 200 milhões”, disse Iris.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.