Iris adia mais uma vez reunião com servidores para tratar da data-base

Se reivindicações da classe não forem atendidas, assembleia marcada para o dia 8 de maio irá definir sobre greve na capital

A reunião entre o prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB), e lideranças sindicais que representam servidores da prefeitura será realizada apenas no dia 7 de maio.

Um primeiro encontro foi realizado nesta quarta-feira (25/4) com o líder do prefeito na Câmara Municipal de Goiânia, vereador Tiãozinho Porto (PROS), o secretário de Governo, Paulo Ortegal, e o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Município de Goiânia (SindiGoiânia), GCM Ronaldo Gonzaga, mas nada foi decidido sobre o pagamento do reajuste da data-base referente a 2017.

Além da data-base, outras reivindicações são feitas pela categoria, como o pagamento das progressões, aplicação do piso nacional, chamamento dos concursados da educação e a questão do plano de cargo de salário dos motoristas.

Em entrevista ao Jornal Opção, o presidente do SindiGoiânia afirmou que está com esperança quanto ao atendimento das reivindicações, mas garantiu que, caso o prefeito não responda ao pedidos, uma nova assembleia será realizada no dia 8 de maio para discussão sobre a possibilidade de greve.

Segundo ele, uma paralisação ainda não foi feita em respeito à população, que está diante de uma campanha de vacinação contra o H1N1 e não pode ser penalizada com fechamento de unidades de saúde.

1
Deixe um comentário

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Eduardo

Duvido nada chegar próximo a data ele adiar mais uma vez.