Proposta foi um dos destaques da campanha de Maguito Vilela para a prefeitura de Goiânia

Cerca de 51 mil imóveis podem ser beneficiados com a proposta | Foto: Lívia Barbosa / Jornal Opção

Proposta de campanha de Maguito Vilela, o IPTU Social foi enviada nesta sexta-feira, 18, para a Câmara de Vereadores de Goiânia. A pauta foi viabilizada após articulação entre a Comissão de Transição juntamente com a equipe do atual prefeito, Iris Rezende (MDB). O objetivo da Comissão de Transição é que matéria seja aprovada ainda neste ano para valer já em 2021.

As discussões no plenário da Câmara devem começar na terça-feira, 22 de dezembro. Caso aprovada ainda neste ano, o benefício será concedido para cerca de 51 mil famílias em 2021. A proposta do IPTU Social foi um dos destaques de Maguito Vilela durante a campanha, ela foi formulada com foco nas famílias que estão em situação de vulnerabilidade social temporária em decorrência da pandemia do coronavírus.

O IPTU Social isenta do pagamento do imposto em 2021 cerca de 34 mil imóveis localizados em Goiânia. Para receber o benefício, é necessário que o valor venal do imóvel não ultrapasse os R$60 mil. Outros 17 mil imóveis também podem ser beneficiados com a proposta, desde que não ultrapassem o valor venal de R$100 mil e as pessoas que morem nestas residências não tenham nenhuma renda.

O impacto financeiro nos cofres da Prefeitura de Goiânia é de aproximadamente R$ 8,4 milhões, respectivamente R$ 4,5 milhões, para os casos de imóveis com valor venal até R$60 mil e R$ 3,9 milhões, para os casos de imóveis com valor venal até R$100 mil.