Itens como reparos de bens imóveis estão entre os que pouparam maiores valores, aponta gestão

Em detalhamento de dados divulgado nesta semana, o Instituto de Assistência aos Servidores do Estado de Goiás (Ipasgo), aponta robustas economias de gastos no último ano. O comparativo entre 2018 e 2019 demonstra queda de até 84% em gastos como despesas com diárias, publicações e materiais de expediente, limpeza e manutenção e reparos de bens imóveis

Segundo o órgão, a economia é reflexo das medidas de contenção e otimização dos custos internos aplicadas pela nova gestão. Em apenas um ano, a redução dos custos gerou, ao total, um impacto positivo de R$ 444,06 mil, revela detalhamento.

O presidente do Ipasgo, Silvio Fernandes, afirma que a estratégia desta atual gestão é atuar com mais transparência e controle, conforme as orientações do governador Ronaldo Caiado. Desde 2019, a nova gestão do plano de assistência tem realizado a revisão de contratos, acordos e convênios e promovendo medidas de economia.

“Essas ações estão proporcionando uma melhor aplicação dos recursos públicos. Com as revisões dos contratos e acordos alcançamos uma economia média de R$ 50 milhões no ano passado. Incentivamos o consumo consciente em nosso dia a dia e estamos registrando uma redução crescente nos custos administrativos em diversas áreas”.