Inverno pode facilitar propagação do coronavírus, diz pneumologista

Baixa umidade relativa do ar deixa partículas mais suspensas, nariz mais ressecado e aumenta casos de doenças respiratórias

Foto: Reprodução.

Nesta terça-feira, os apresentadores Marcelo Cabral e Paulo Henrique Santos, do radiojornal O Mundo em Sua Casa, conversaram com a médica pneumologista Fernanda Miranda de Oliveira sobre a propagação do coronavírus em baixas temperaturas. A médica afirmou que, como nessa época o número de doenças respiratória aumenta, é racional considerar essa possibilidades.

“No inverno, as pessoas ficam em ambientes fechados por mais tempo, a baixa umidade relativa do ar deixa partículas mais suspensas, o nariz das pessoas fica mais ressecado, há mais doenças respiratórias, enfim, é racional pensar que a propagação dele [coronavírus] pode ser facilitada”, disse a especialista.

No entanto, ela lembrou que os cuidados redobrados constatados para essa época pode ser um atenuante. “Todos os anos, o que se observa é que os sintomas respiratórios das gripes levam ao aumento de 30% na procura das pessoas pelos serviços de emergência dos hospitais nessa época. Mas neste ano talvez isso se comporte diferente, porque as pessoas estão procurando mais pela vacina da gripe e estão se protegendo mais por causa do corona e essa proteção serve para todos os vírus”, disse.

Fernanda Miranda reforçou conselhos para que as pessoas mantenham cuidados pessoais de saúde básicos no inverno, como manter o ambiente arejado, hidratar as narinas com soro quando a umidade do ar cair muito e cuidar da alimentação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.