Interdição do cruzamento entre Marginal e Jamel Cecílio começa neste sábado. Veja desvios

Obra será realizada em trecho por onde passam mais de 60 mil veículos diariamente. Investimento será superior a R$ 26 milhões

Este slideshow necessita de JavaScript.

O prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB), voltou, na manhã desta sexta-feira, 13, ao cruzamento das Avenidas Jamel Cecílio com a Leopoldo de Bulhões. Desta vez, o encontro foi realizado para anunciar o lançamento das obras do complexo viário que serão realizadas no cruzamento por onde passam mais de 60 mil veículos por dia. O investimento será superior aos R$ 26 milhões.

As obras terão início já no próximo sábado, 14, e implicarão no bloqueio total do trânsito. Apesar do impacto, o prefeito lembrou da importância de um novo sistema viário para região. “Esta obra irá solucionar os problemas e criar facilidades para as pessoas entram e saem da capital. Precisamos de uma infraestrutura mais poderosa, haja vista que temos a cidade brasileira com o maior número de veículos por habitante. O Poder Público tem que criar facilidade para as pessoas transitarem”, declarou o prefeito em entrevista coletiva.

Rezende disse ainda que ao longo dos dois primeiros meses de mandato, o empenho da administração foi para resolver a situação financeira. “Assumimos com uma dívida superior ao R$ 1 bilhão. Agora voltamos aos projetos e licitações de obras. Vamos deixar Goiânia como prometi na campanha”, pontuou.

Para o secretário municipal de Trânsito, Transporte e Mobilidade, Fernando Santana, “o impacto na região é grande”. “Este é um dos pontos de encontro de duas Avenidas importantes da cidade. 60 mil veículos passam por aqui diariamente. Mas fizemos estudos e seguimos critérios rigorosos para oferecermos várias opções de desvios à população”. Para ele, toda a capital está vivendo um “momento de obras”. “Por isso é preciso um pouco de paciência e planejamento”, reforça. O local contará com seis pontos de desvio.

Prazos

De acordo com o secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Dolzonan da Cunha Mattos, o complexo viário, que implicará na construção em três níveis: rotatória, viaduto e trincheira; tem previsão de entrega para 15 meses. No entanto, Mattos explicou ao Jornal Opção que parte da via será liberado com antecedência. “A empresa fez um compromisso conosco de entregar a parte superior, ou seja, liberar a Jamel Cecílio em 10 meses”.

Atendendo a um pedido dos comerciantes a mesa avenida contará com uma extensão do prazo para bloqueio de 15 dias. “Por enquanto, para que as pessoas ainda possam acessar o comércio, deixaremos a via liberada ao longo dos próximos 15 dias. Dessa forma, as pessoas poderão acessar apenas um lado da Jamel Cecílio [o que leva em direção a 90] para fazer suas compras. Em seguida terão acesso ao retorno. Este é o ponto onde estão estabelecidos o maior número de lojas”, justificou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.