Inteligência americana afirma que Rússia planeja invadir a Ucrânia

Imagens de satélite revelam agrupamento de até 175 mil soldados russos na fronteira. Putin afirma que são apenas rumores

Presidente da Rússia, Vladimir Putin / Foto: Evgenia Novozhenina

A Rússia planeja invadir a Ucrânia no começo de 2022, é o que afirma a Agência de Inteligência dos Estados Unidos em documento obtido pelo jornal Washington Post. Os preparativos para a ofensiva de 175 mil soldados russos já teria começado, com reunião de forças na fronteira entre os países. 

O documento detalha: “Os planos russos envolvem ampla movimentação de 100 grupos táticos de batalhão, junto com blindagem, artilharia e equipamento.” O documento obtido pelo jornal norte-americano tem fotos de satélites. Nas imagens, é possível ver soldados russos concentrados em 4 diferentes pontos da fronteira. 50 grupos táticos já estão posicionados.

O Kremlin exigiu a Washington que a entrada da Ucrânia na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) seja barrada. O presidente dos EUA, Joe Biden, já falou em proteger as fronteiras ucranianas e a garantir a independência do país. Biden afirmou ainda que irá preparar medidas para penalizar a Rússia pela possível invasão. 

Vladimir Putin afirmou que as suspeitas de ofensiva não passam de rumores, descartando a arregimentação de tropas na fronteira como um processo de modernização das forças armadas. 

Jen Psaki, o porta-voz da Casa Branca, afirmou que Biden e Putin irão se reunir por videoconferência na próxima terça-feira, 9, para discutir a situação. “Biden sublinhará as preocupações dos EUA com as atividades militares russas na fronteira com a Ucrânia e reafirmará o apoio dos Estados Unidos à soberania e à integridade territorial da Ucrânia”, disse Psaki em comunicado. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.