Tesoureiro é acusado de furtar documentos para encobrir presidente do PHS

O presidente nacional do partido, Eduardo Machado, negou as acusações e disse que a ordem para retirada dos documentos partiu dele e objetiva investigações

Integrantes do Partido Humanista da Solidariedade (PHS) fizeram nesta quarta-feira (31/5) uma denúncia através de vídeos afirmando que o tesoureiro nacional do partido, Murilo Alves de Oliveira, tentou furtar documentos da sede do partido.

Segundo a denúncia, Eduardo Machado e Murilo Alves Oliveira foram à sede nacional do partido e determinaram que ninguém poderia entrar. Depois, mandaram dispensar os funcionários e, com a ajuda de terceiros, arrombaram a sala do responsável pela departamento financeiro e administrativo e tentaram levar documentos.

Nas imagens, é possível ver que Murilo foi encaminhado por uma viatura do 5º Batalhão de Polícia Militar (BPM) do Distrito Federal por conta do ocorrido.

Em entrevista ao Jornal Opção, o presidente nacional do partido, Eduardo Machado, disse que a ordem para retirada dos documentos partiu dele, mas foi feita oralmente. “Para evitar qualquer dúvida, o delegado pediu que fosse feita uma carta escrita com a autorização, o que já foi feito”, esclareceu.

Além disso, Eduardo disse que outros integrantes também foram encaminhados, todos apenas para prestarem depoimentos.

A justificativa para a retirada dos documentos, segundo o presidente, é que ele quer que seja feita uma investigação a respeito do seu afastamento da Presidência. No começo de maio, Eduardo foi afastado da por um erro de filiação que, segundo ele, já foi resolvido.

Segundo o presidente do Conselho de Ética do PHS, João Cândido Paiva, Eduardo está afastado da presidência, o que deve ser oficializado pelo Tribunal Superior Eleitoral nesta quinta-feira (1).

O Jornal Opção tentou contato com a 1ª Delegacia de Polícia do Distrito Federal (DP-DF), mas o delegado responsável não atendeu às ligações.

Veja os vídeos:

 

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.