Integrante de organização que clonava dados bancários é preso em Goiânia

Homem foi localizado e preso depois que policiais civis rastrearam uma carga de 30 notebooks que seriam entregues à Faculdade Unialfa, usada como laranja nesse caso 

Notebooks apreendidos pela Polícia Civil.

A equipe da 16° Delegacia Distrital de Polícia (DDP) de Goiânia, realizou a prisão em flagrante de um homem que integrava uma organização criminosa que clonava dados cadastrais e bancários de empresas na capital. Os integrantes do grupo realizavam compras e indicavam a residência de “laranjas” para a entrega dos materiais comprados. 

Na última terça-feira, 8, a equipe de policiais civis responsáveis pelo caso conseguiu fazer o rastreamento de uma carga de 30 notebooks que seriam entregues à Faculdade Unialfa, mas que teriam sido desviados para o endereço de um dos estelionatários. A carga em questão está avaliada em mais de R$ 120 mil. 

Ao ser surpreendido pela polícia, o homem confessou integrar a organização criminosa. Ele possui uma extensa ficha criminal, já tendo sido preso outras quatro vezes, por estelionato, falsidade ideológica e uso de documento falso. A polícia dará prosseguimento às investigações a fim de identificar os outros integrantes do grupo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.