O Instituto Harpia Brasil conseguiu reunir vários itens de doação em prol das vítimas das enchentes que ocorreram no Rio Grande do Sul. Segundo o balanço divulgado, cerca de R$ 1,1 milhão foi convertido em alimentação, produtos de higiene, e mais.

A prestação de contas ocorreu na tarde de terça-feira, 28, na sede do Partido Liberal (PL), em Brasília. O evento contou com a presença da ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro.

De acordo com o presidente do Instituto Harpia Brasil, Major Vitor Hugo, a campanha de arrecadação começou há aproximadamente três semanas, e contou com a parceria do deputado federal Luciano Lorenzini Zucco (PL-RS).

“Tivemos ajuda de muitos amigos que eu fiz na época do meu mandato de deputado federal, que são hoje embaixadores ou membros do Harpia, com destaque para o deputado federal Zucco, que é do Rio Grande do Sul. A gente estabeleceu uma parceria com ele, nós divulgamos nas nossas redes e ele nos ajudou também com as entrevistas em nível nacional”, afirmou.

Major Vitor Hugo afirmou que Michelle Bolsonaro fez uma doação de R$ 100 mil. “Os outros 1 milhão e 100 nós arrecadamos de pessoas por todo o país e até de fora, que doaram pequenas quantidades ou às vezes valores maiores”, contou.

Com o dinheiro arrecadado, o instituto comprou 1.200 colchões, 4 barcos, 4 motores, 4 carretas, 68.184 litros de água, 4.000 cobertores, 55,36 toneladas de Briqfeno, 8,5 toneladas de itens de higiene pessoal, 20 geradores, 29.004 peças de roupa íntima, 10 coletes salva-vidas, 6.933 unidades/frascos/caixas de medicamentos, 5.288,48 litros de combustível, 11.220 litros de leite, 500 exames coronavírus, 100 latas de leite em pó, 8.508 unidade de material de limpeza, e 5 toneladas de alimentos.

“A gente montou o Centro de Distribuição em Porto Alegre, que é gerenciado pelo Zucco. Lá estão fazendo a distribuição desse material. Eu fui para lá pessoalmente, duas semanas atrás, no avião da FAB. Isso também nos ajudou a direcionar os recursos para a região. Prestamos contas, entregamos as notas fiscais e recibos de tudo que nós adquirimos”, detalhou.

Leia também: